Giovanna Lobato - Perdidamente

Kean Grassi, um italiano que não costumava ouvir “não” de garotas, estava deitado em uma espreguiçadeira contra sua vontade e num lugar onde não queria estar, quando tudo começou. Contrastando com o local – um balneário que emanava felicidade e tranquilidade – uma tempestade passou em sua frente... e por tempestade, entendam uma garota perdida e revoltada. O típico peixe-fora-d’água... ou, como ele passou a conhecê-la: June Evans!

A partir desse momento, June e Kean se tornam amigos inseparáveis, até que uma experiência extrema dá a coragem que ele precisava para dizer tudo que sentia. Então, numa montanha russa de emoções, os dois procuram lidar com seus problemas pessoais, ao mesmo tempo em que tentam se entender.

“Perdidamente” é um advérbio que significa estar sem direção, desnorteado. Ou seja: estar perdidamente apaixonado, é amar de maneira irrevogável. Mas será que isso é o suficiente quando existem tantos empecilhos no caminho de um relacionamento?