Hiram Fernandes - Psicologia da Palavra

O livro submete à reflexão uma proposta teórica para as estruturas psíquicas. “Psicologia da Palavra” é um ensaio que relaciona as estruturas psicológicas à estrutura da Fala, a qual se associa o processo de nomeação no seguinte sentido: o nome dá significado ao objeto, o mesmo nome pode ter diferentes significados e o objeto é inominável, não em virtude de faltar vocábulo, mas pela falha inerente à Fala. As três possibilidades - significado, variação no significado e falha na significação - serão internalizadas com diferentes intensidades, havendo, em geral, o domínio de uma delas a definir a estrutura psíquica, que, uma vez internalizada, funda a “Palavra Própria”, característica esta marcante da humanidade e da singularidade de cada falante, que, fazendo a Fala veicular nos mundos externo e interno, paradoxalmente, vela e revela a estrutura psíquica. A concepção do humano estruturado pela Palavra não só o põe no topo da cadeia evolutiva, mas também nos obriga a rever conceitos psicanalíticos introduzidos por Freud e Lacan, tais como “o Inconsciente” e “sujeito do Inconsciente”.