José Carlos Castro - Crime Hediondo

Escritor amador procura em sua cidade e em outras um crime hediondo como roteiro de um provável best-seller. Em capítulos subsequentes, os envolvidos no crime iniciam sua narrativa: a mãe Marlene, sua filha Carolina e o médico amigo delas, Dr. Marcelo. O médico assassino Dr. Adriano, com ajuda de dois enfermeiros (Edson e Raimundo), executa experiências antiéticas em uma criança (Carolina), contaminando-a com o vírus da poliomielite, além de realizar uma inseminação artificial quando a menina atinge a puberdade. Seu intuito era ver se o feto nasceria normal. Termina o livro fazendo revelações surpreendentes sobre a sua verdadeira identidade, após ser preso.