Leandro Faria - O Senhor do Castelo

O fogo. Com essa arma, a última monarquia defendeu pela terceira vez seu refúgio no alto da montanha. Mas o inimigo republicano agora a conhece e não temerá usá-la. O último senhor, por sua vez, mantém seu castelo trancado, pois teme a queda de seu principado, mas também seu passado obscuro e o ódio de seus súditos. Estes, sua esperança se tornando desespero, preparam-se para tomar seu estado e entregá-lo à nova ordem do mundo. Os que acreditam no renascimento de sua cultura, no entanto, ainda pretendem resgatar o senhor de seu castelo e defender o principado do extermínio.